expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

MENINGITE E SURDEZ


RALPH LAUREN


Dia de São Martinho 2012


Domingo, 11 de Novembro de 2012

 
 
 
O Dia de São Martinho é celebrado anualmente a 11 de Novembro.
 
Este dia é uma das celebrações que marcam o Outono.
A lenda de São Martinho conta que certo dia, um dia um soldado romano chamado Martinho, estava a caminho da sua terra natal. O tempo estava muito frio e Martinho encontrou um mendigo cheio de frio que lhe pediu esmola. Martinho rasgou a sua capa em duas e deu uma ao mendigo. De reprente o frio parou e o tempo aqueceu. Este acontecimento acredita-se que tenha sido a recompensa por Martinho ter sido bom para com o mendigo.
A tradição do Dia de São Martinho é assar as castanhas e beber o vinho novo, produzido com a colheita do Verão anterior.
Por norma, na véspera e no Dia de São Martinho o tempo melhora e o sol aparece. Este acontecimento é conhecido como o Verão de São Martinho.
 
 
Provérbios de São Martinho
 
 
 
  • Por S. Martinho semeia fava e o linho.
  • Se o Inverno não erra o caminho, tê-lo-ei pelo S. Martinho.
  • Se queres pasmar o teu vizinho, lavra, sacha e esterca pelo S. Martinho.
  • No dia de S. Martinho, vai à adega e prova o vinho.
  • No dia de S. Martinho, castanhas, pão e vinho.
  • No dia de S. Martinho com duas castanhas se faz um magustinho.
  • Dia de S. Martinho, fura o teu pipinho.
  • Dia de S. Martinho, lume, castanhas e vinho.
  • Pelo S. Martinho, todo o mosto é bom vinho.



  • PRADA


    DOLCE & GABBANA




    VOGUE 2012


    terça-feira, 6 de novembro de 2012

    Anemia



    Anemia: como se manifesta no nosso corpo?
     
    Falta de sangue do organismo deve-se a causas muito diversificadas
     
    Impulsionado pelo coração, o sangue leva a todas as células do organismo substâncias essenciais à vida. Entre os principais componentes do sangue estão os eritrócitos ou glóbulos vermelhos, que mais não são do que pequenos “sacos” cheios de hemoglobina, uma proteína complexa que se liga ao oxigénio do ar respirado e o liberta depois em todas as células do organismo.
    Quando diminui o número de glóbulos vermelhos ou a quantidade de hemoglobina neles presente, altera-se a capacidade de transporte do oxigénio e surge um quadro de anemia cujos sintomas mais habituais são a fadiga crónica, a fraqueza, a falta de ar e as cefaleias. Os sinais mais evidente são a palidez da pele e mucosas e, em casos agudos, a síncope ou até a paragem cardíaca.
    Sob o termo anemia, que etimologicamente significa “sem sangue”, albergam-se um sem número de situações provocadas por causas diversas das quais a anemia é apenas e muitas vezes a manifestação mais evidente. Estas causas agrupam-se em três grupos comuns:
     
    1. Perdas de sangue (hemorragias) agudas e não agudas;
     
    2. Diminuição da produção de glóbulos vermelhos;
     
    3. Aumento da destruição dos glóbulos vermelhos.
     
    O diagnóstico das hemorragias agudas provocadas pela rutura de uma artéria importante (traumatismo, aborto clandestino, acidente cirúrgico, corrosão de artéria gástrica por toma de aspirina, entre outros), é predominantemente clínico, tendo a participação do laboratório um valor secundário nos momentos iniciais. Já nas restantes situações, que podem ir das perdas crónicas de sangue até às deficiências alimentares, às causas genéticas ou à leucemia, o diagnóstico laboratorial é fundamental para esclarecer a situação.
    É que o exame clínico é, na maioria dos casos, pouco esclarecedor, inclusive no que respeita ou não à existência de anemia. Esta é, aliás, uma das situações em que o diagnóstico deve ser determinado pelo encadear dos dados laboratoriais sendo o relatório do médico patologista clínico essencial.
    São inúmeros os exames a que este recorre para fazer o diagnóstico da anemia. O primeiro é o hemograma. É constituído pela concentração da hemoglobina no sangue, número de eritrócitos, hematócrito (volume ocupado pelos eritrócitos), relações entre estes parâmetros, número de glóbulos brancos (leucócitos) e características microscópicas dos eritrócitos e leucócitos.
    Se a hemoglobina for normal não existe anemia. Se for anormal a avaliação dos restantes parâmetros do hemograma permitem orientar a escolha de outros exames que permitirão o diagnóstico do tipo de anemia em questão.
     
    fonte:http://saude.sapo.pt/saude-medicina/artigos-gerais/anemia-como-se-manifesta-no-nosso-corpo.html
     

    Prevenir a diabetes



    Prevenir a diabetes

    5 mudanças essenciais

    A diabetes caracteriza-se pelo excesso de açúcar (glucose) no sangue. Mas as suas causas vão além da ingestão de doces.
    Existem, no entanto, outros hábitos podem desencadear o seu aparecimento.
    Proteja-se cumprindo as medidas preventivas que se seguem que integram o livro «Tudo sobre diabetes» da autoria de Joan Gomez, publicado em Portugal pela Arte Plural Edições:

    1. Coma várias vezes ao longo do dia de forma a manter os níveis de açúcar no sangue estáveis.

    2. Mantenha o peso controlado. O excesso de peso faz com que a insulina (hormona que distribui a glucose pelas células) seja menos eficaz, levando à acumulação de glucose no sangue.

    3. Reduza as gorduras más (fritos, carnes vermelhas e manteiga). Uma alimentação desiquilibrada torna o organismo resistente à ação da insulina.

    4. Evite o stress pois este aumenta o fluxo de açúcar para a corrente sanguínea. Fale sobre o seus problemas e experimente técnicas de relaxamento.

    5. Faça exercício. Um programa de atividade física regular permite que o organismo aproveite melhor o açúcar em circulação no organimos.

    fonte:http://saude.sapo.pt/saude-medicina/medicacao-doencas/artigos-gerais/prevenir-a-diabetes.html

    BURBERRY EYEWEAR