expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 26 de março de 2013

Lentes Transitions Signature VII


 
Esta nova geração de lentes Transitions é menos dependente da temperatura, o que lhe permite alcançar uma coloração mais intensa mesmo em dias muito quentes.
 
 
 
Lentes Transitions Signature VII
As novas lentes Transitions® Signature™ VII oferecem maior reactividade do que as gerações anteriores de lentes dinâmicas graças à tecnologia exclusiva Chromea 7™ incorporada nas mesmas.
 
A Transitions Optical apresenta as lentes Transitions Signature VII, a sua nova geração de lentes de uso diário, que oferecem aos utilizadores de lentes oftálmicas a combinação perfeita entre coloração em exteriores, velocidade de activação e desactivação e claridade em interiores.

As novas lentes são mais reactivas à luz solar indirecta e oferecem uma coloração mais intensa em dias muito quentes.

Durante os últimos 20 anos, a Transitions Optical tem vindo a melhorar a sua tecnologia fotocromática de forma constante, com o objectivo de oferecer as melhores lentes dinâmicas: mais escuras, mais claras, mais rápidas e agora, mais reactivas à luz solar em qualquer situação, oferecendo cores mais reais aos utilizadores.

Após cinco anos de intensa investigação, a Transitions Optical apresenta a sua nova geração de lentes dinâmicas de uso diário: as Transitions Signature VII.

A partir de agora, os utilizadores de lentes podem usufruir da mais avançada tecnología em lentes oftálmicas, encontrando uma alternativa inteligente às lentes claras convencionais.

Face às gerações anteriores de lentes dinâmicas, as novas Transitions Signature VII respondem melhor num maior número de situações. Este avanço foi possível graças ao desenvolvimento da revolucionária tecnología patenteada Chromea 7, uma fórmula exclusiva com oito pigmentos que permite que as lentes sejam mais reactivas: escurecem mais perante a luz solar indirecta e a luz ambiente.

Além disso, esta nova geração de lentes Transitions é menos dependente da temperatura, o que lhe permite alcançar uma coloração mais intensa mesmo em dias muito quentes.

Face às gerações anteriores, as novas Transitions Signature VII oferecem um desempenho mais equilibrado ao nível da coloração e o tom que adquirem, quer em castanho quer em cinzento, é muito mais real.


Para assegurar a máxima qualidade e oferecer um desempenho óptimo numa grande variedade de condições vividas pelos utilizadores, a Transitions Optical desenvolveu uma nova e exclusiva metodologia de ensaios para analisar o desempenho fotocromático.

As novas lentes foram testadas em mais de 200 situações do dia-a-dia, combinando mais de 1.000 condições, com distintas temperaturas, ângulos de luz, níveis de radiação, condições meteorológicas e localizações geográficas.

Com estes estudos, a Transitions Optical conseguiu demonstrar que, independentemente das variáveis, como a hora do dia, a posição dos óculos (exposição à luz solar directa ou indirecta), a intensidade da radiação UV, a localização geográfica ou a temperatura, as novas lentes Transitions Signature VII reagem mais e melhor.

O utilizador disfruta assim de uma visão mais cómoda quando não está a olhar directamente para o sol, assim como perante luz reflectida.

Consequentemente, esta nova geração de lentes Transitions protege do encandeamento em muito mais situações e melhora a qualidade da visão em todas as circunstâncias.

A Transitions Optical avaliou, entre os utilizadores de lentes oftálmicas, o desempenho das lentes Transitions Signature VII face às gerações anteriores. Através de diversos testes de produto, obtiveram-se resultados que demonstram que os utilizadores estão muito satisfeitos com o desempenho das novas lentes:
− 82 por cento dos utilizadores de lentes claras convencionais afirmam que as lentes Transitions Signature VII são melhores do que as suas lentes actuais. Esta percentagem sobe para 90 por cento nos utilizadores entre os 30 e 45 anos.

− Dois em cada três utilizadores de lentes fotocromáticas preferiram as novas Transitions Signature VII às Transitions VI, qualificando-as como as melhores lentes de uso diário já comercializadas pela Transitions Optical.
 
 

sexta-feira, 22 de março de 2013


PORTUGAL


 
PORTUGAL É UM DOS POUCOS PAÍSES DO MUNDO QUE PODE FECHAR AS SUAS FRONTEIRAS PORQUE A NATUREZA LHE DEU TUDO QUANTO É NECESSÁRIO PARA QUE O SEU POVO POSSA VIVER FELIZ E EM PAZ!
Por acaso sabe que o seu "POBRE PAÍS" possui:
- A maior Zona Económica Exclusiva da UE... tão grande como todo o continente europeu?
- 80% de solo arável, quase em completo abandono?
- Invejável rede hidrográfica a nível mund...ial?
- Grandes reservas de água doce, em aquíferos subterrâneos...
inesgotáveis?
- As maiores reservas de ferro, da UE, de excelente qualidade?
- As maiores reservas de cobre da Europa (segundas no mundo)?
- As maiores reservas de tungsténio (volfrâmio) da Europa?
- As maiores reservas de lítio da Europa?
- As maiores reservas de terras raras?
- As segundas maiores reservas de urânio da Europa?
- Grandes reservas mineiras de ouro, prata e platina?
- E as incomensuráveis riquezas que as águas do Atlântico escondem?
- Uma das maiores reservas de petróleo da Europa que já vão ser exploradas na costa do algarve por companhias alemãs e espanholas... e vão pagar a Portugal 20 cêntimos por barril enquanto ele está nestes dias a 92 dólares o barril...
- Reservas de gaz natural e de xisto na placa continental que dá para pelo menos para 100 anos sem precisar de ninguém!
- E isto é apenas a ponta do iceberg... Portugal tem muito mais!!!!

sexta-feira, 15 de março de 2013

VOGUE 2013


Peptídeo da felicidade pode levar a antidepressivo que funcione


Pílula da felicidade
O que nos faz felizes? Família? Dinheiro? Amor?
E o que dizer de um peptídeo?
Cientistas da Universidade da Califórnia (EUA) descobriram que, uma vez instalada a felicidade, aumenta fortemente a liberação de um neurotransmissor no cérebro.
Esse "peptídeo da felicidade" tem o infeliz nome de hipocretina.
Nesta era dos medicamentos, em que parece ser mais fácil tomar uma pílula do que procurar a felicidade real, os pesquisadores já estão pensando em criar uma "pílula da felicidade".
Segundo eles, sua descoberta sugere que aumentar a concentração de hipocretina no cérebro pode melhorar o humor e o estado de alerta, abrindo o caminho para tratamentos para problemas psiquiátricos como a depressão.
Pílula do sono
Além disso, o estudo mediu pela primeira vez a liberação de um outro peptídeo, chamado hormônio concentrador de melanina, ou HCM.
Os pesquisadores descobriram que a liberação do HCM é mínima na vigília, mas aumenta grandemente quando dormimos, o que sugere que este peptídeo desempenha um papel chave no sono - eventualmente levando ao desenvolvimento de novas pílulas para dormir.
Apesar do uso crescente dos antidepressivos, tem havido cada vez mais questionamento sobre sua eficácia, que não parece ser maior do que os resultados obtidos com placebos.
Os pesquisadores justificam sua pesquisa afirmando que os antidepressivos atuais - como os SSRIs (inibidores seletivos da recaptação da serotonina, na sigla em inglês) - não são baseados em qualquer evidência de deficiência ou excesso de qualquer neurotransmissor.
Assim, seus resultados ofereceriam bases mais sólidas para o desenvolvimento de antidepressivos que realmente funcionem.
O estudo, coordenado pelo professor Jerome Siegel, foi publicado na revista Nature Communications.
FONTE:http://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=pilula-felicidade-antidepressivo&id=8658

Nanopartículas com veneno de abelha destroem HIV

Gel anti-HIV
Nanopartículas carregadas com uma toxina encontrada no veneno das abelhas conseguiram destruir o HIV (vírus da imunodeficiência humana) sem danificar as células saudáveis ao redor.
A descoberta foi feita por Joshua Hood e equipe da Universidade de Washington (EUA).
Segundo ele, a técnica é um passo importante rumo ao desenvolvimento de um gel vaginal que possa evitar a transmissão do HIV, o vírus que causa a AIDS.
"Nossa esperança é que, em lugares onde o HIV está sendo transmitido rapidamente, as pessoas possam usar este gel como uma medida preventiva para impedir a infecção inicial," disse ele.
Melitina
O veneno das abelhas contém uma potente toxina, chamada melitina, que está sendo pesquisada para combater alergias e até câncer.
A melitina perfura o envelope protetor do HIV e de outros vírus.
Mas ela também pode danificar rapidamente as células saudáveis, o que explica sua categoria de toxina.
Os pesquisadores então anexaram a toxina a nanopartículas que, apesar de microscópicas, são muito maiores do que a própria molécula de melitina.
Quando as nanopartículas entram em contato com células normais, elas simplesmente rebatem de volta, como se fossem uma bola.
O HIV, por outro lado, é muito menor do que as nanopartículas, encaixando-se entre elas, justamente nos vãos onde estão as moléculas de melitina.
"A melitina sobre as nanopartículas funde-se com o envelope viral," diz Hood. "A melitina forma pequenos complexos de ataque parecidos com poros, e rompe o envelope, destruindo o vírus."
Veneno para outros vírus
O enfoque parece mais promissor do que as estratégias usadas até agora, que tentam inibir a capacidade do vírus em se replicar - já se sabe que algumas cepas do vírus encontram maneiras de criar resistência e continuar se replicando.
"Estamos atacando uma propriedade física do HIV," diz o pesquisador. "Teoricamente, não há qualquer maneira para que o vírus se adapte a isso. O vírus tem que ter um casaco protetor, uma membrana de duas camadas, que abrange o vírus inteiro".
Como a melitina ataca as duas camadas de membranas indiscriminadamente, este conceito não se limita ao HIV.
Muitos vírus, como aqueles das hepatites B e C, contam com a mesma espécie de envelope protetor, podendo ser vulneráveis às nanopartículas carregadas com a toxina do veneno de abelha.

FONTE: http://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=nanoparticulas-veneno-abelha-destroem-hiv&id=8657&nl=nlds

sábado, 2 de março de 2013

HM FOTOFACE

 
Pública já uma foto original com os teus óculos na página HM CENTRO ÓPTICO, acrescenta o teu nome e email, e ganha 50%* de desconto nas lojas HM CENTRO ÓPTICO.
Ainda estás à espera? Não percas esta oportunidade e começa já a fotografar!

*Para mais informações dirige-te a um balcão HM perto de ti.
 
 
 
 

LENTES CONTACTO